terça-feira, 31 de março de 2015

Os detectores de metais são seguros para portadores de marca-passos?



Esta é uma questão importante e que deve ser levada em consideração.

Será que portadores de marca-passo, podem praticar o detectorismo?

Os marca-passos são aparelhos projetados para realizar a estimulação cardíaca em caso de descompasso ou disritmia.
Eles monitoram os batimentos cardíacos e, se o ritmo do coração sofrer alteração, estiver irregular ou muito lento, libera pulsos elétricos que normalizam o compasso.

O detalhe é que o marca-passo é implantado dentro do corpo do paciente, juntamente com um cabo-eletrodo que é conectado ao coração, e se ele pifar ou falhar, certamente não teremos um resultado agradável.




Bem, vamos ver a seguir o que tem a dizer o Sr. Dave Johnson, projetista-chefe da First Texas Products, fabricante dos detectores Fisher, Teknetics e Bounty Hunter.

Como eu sei que você não vai ler até o fim, dou um resumo primeiro:

Há raros relatos de interferências, entretanto, o bom-senso diz que é melhor não facilitar e nunca aproximar a bobina de pesquisa de um dispositivo deste tipo.


"Saber se detectores de metais apresentam algum problema de segurança em relação aos marca-passos é uma questão que temos dado muita atenção ao longo dos anos. Não temos conhecimento de qualquer relato que um detector de metal do tipo hobby tenha interferido com marca-passos ou outros dispositivos eletrônicos médicos, ou que tenha qualquer outro efeito nocivo para a saúde.

O campo magnético ao qual um detector de metal de hobby expõe o utilizador durante o uso normal é muito mais fraco do que o campo geomagnético que nos rodeia, e muitas vezes mais fraco do que as ondas de rádio eletromagnéticas próximas de um transmissor ou rádio tipo Faixa Cidadão ou telefone celular, e mais fraco do que o campo magnético de pórticos detectores de metais de segurança, como os utilizados em aeroportos e bancos.

Porque todo ano, centenas de milhões de pessoas são expostas ao campo de portais detectores de metais, as agências governamentais envolvidas realizaram uma série de pesquisas sobre o potencial de interferência em marca-passos. 

Ao longo dos anos tem havido, talvez, um ou dois relatos de um breve mau funcionamento que não resultou em qualquer dano grave para o "detectado". Devido à não haver qualquer garantia absoluta de que não haverá tal interferência, é costume haver um aviso, orientando que detectores estão sendo usados e aconselhando os "detectados" que estejam usando, ou que tenham implantado dispositivos médicos eletrônicos, que podem ser vistoriados sem passar pelo portal de detecção.

Os fabricantes de marca-passos os projetam de forma que sejam resistentes a interferência de campos eletromagnéticos. Uma preocupação óbvia para os fabricantes de marca-passos e outros dispositivos médicos ​​e eletrônicos vestíveis ou implantáveis, são os campos eletromagnéticos de pórticos detectores de metal.

Os marca-passos e a maioria dos outros dispositivos médicos eletrônicos exigem a aprovação do FDA, e a confiabilidade e a segurança são os critérios que devem ser atendidos para receber essa aprovação. No entanto, o fundo da questão é que não temos nenhum controle sobre como os marca-passos são projetados e fabricados e, portanto, não temos nenhuma certeza absoluta do que eles vão ou não fazer.

O campo magnético de um detector de metal tipo hobby está concentrado a poucos centímetros da bobina de pesquisa. É provável que a maioria dos dispositivos médicos continuarão a funcionar corretamente com a bobina colocada ao lado deles.

Se houver um mau funcionamento é pouco provável que haja algum dano: a operação normal seria restaurada uma vez que a bobina de pesquisa seja afastada do dispositivo

Apesar disso, o bom senso dita que uma pessoa com um dispositivo médico eletrônico implantado ou vestível não deve aproximar a bobina de pesquisa deste dispositivo. 
Isto, obviamente, não é algo que uma pessoa faria normalmente. "

Por Dave Johnson
Projetista Chefe, First Texas Products e Fisher Research Labs

Um comentário:

Deixe seu comentário: